quarta-feira, 14 de março de 2012

CONCURSO DA BRIGADA MILITAR – PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA - COMENTÁRIOS E RESPOSTAS ÀS QUESTÕES




Questão 01. Ortografia e semântica.

As palavras que preenchem correta e respectivamente as lacunas das linhas 28, 36 e 38 do texto são CONTRAGOSTO (que se escreva junto), TAMPOUCO (advérbio que significa E TAMBÉM NÃO) e ACRÍTICA (adjetivo que significa ausência de crítica).
Resposta: A.
_______________________________________________________________________

Questão 02. Emprego de QUE e PORQUE.

As palavras que preenchem correta e respectivamente as lacunas das linhas 10, 28 e 30 do texto são QUÊ (que deve ser acentuado quando empregado no final de frase), PORQUE (pois não se trata de indagação, mas de uma justificativa inserida na pergunta) e POR QUE (pois se trata de uma pergunta).
Resposta: E.
_______________________________________________________________________

Questão 03. Interpretação de texto.

Um recurso não utilizado pela autora foi a utilização de um provérbio popular, confirmando sua veracidade. Os demais foram utilizados pela autora.
Resposta: E.
_______________________________________________________________________

Questão 04. Interpretação e texto.

De acordo com a autora, “precisar” e “querer” demandam alvos diversos, com tempos e possibilidades de substituição também distintos.
As demais observações estão erradas.
Resposta: D.
_______________________________________________________________________

Questão 05. Conjunções e preposições.

“Diante dos”, na linha 29, poderia ser substituído, sem alteração de sentido, por PERANTE OS. A preposição DIANTE equivale, no trecho, a PERANTE. Em MALGRADO OS, falta pluralizar MALGRADOS, para concordar com o substantivo a que se refere. POR CAUSA DOS traduz ideia de causa, diferente da ideia do texto. CONFORME OS indica conformidade, diferente da ideia do texto. APESAR DOS traduz ideia de oposição, diferente da relação do texto.
Resposta: B.
_______________________________________________________________________

Questão 06. Crase.

Na letra A, a substituição de VERBOS “QUERER” E “PRECISAR”, na linha 04, por EXPRESSÕES “QUERER” E “PRECISAR” resultará em crase: “... eu me refiro aos verbos “querer” e “precisar”... – “... eu me refiro às expressões “querer” e “precisar”.
Na letra B, INTENÇÃO e VONTADE (linha 12) são ambas femininas, portanto nada se altera. Na letra C, a troca de QUE por QUAL não provocará crase, porque o referente é PROBLEMA, palavra masculina, devendo ser ... AO QUAL, com AO, mas não com crase. Na letra D, ISSO por ESSA SUGESTÃO não produz crase, porque não há crase antes de pronome demonstrativo. Na letra E, SUGERE e IMPINGE são verbos, e não há crase em razão de nenhum deles pois ambos são transitivos diretos.
Resposta: A.
_____________________________________________________________________

Questão 07. Identificação de advérbio e sua classificação.

O único advérbio de modo presente entre as alternativas é URGENTEMENTE, que traduz circunstância de tempo (de modo urgente). SEMPRE, na alternativa A¸ está empregado na linha 08 como advérbio de modo. Nas linhas 17, 30 e 33, os advérbios MUITO, TÃO e MAIS estão empregados indicando intensidade.
Resposta: C.
_____________________________________________________________________

Questão 08. Semântica.

São sinônimas de ABDICAR, empregado na linha 34, as formas verbais DESISTIR, RENUNCIAR e ABRIR MÃO. SUBLIMAR significa ENALTECER, ENGRANDECER.
Resposta: C.
_____________________________________________________________________

Questão 09. Pontuação.

A função das vírgulas no trecho “VOCÊ REPAROU, CARO LEITOR, NA CONFUSÃO...” (linha 01) é isolar um vocativo, ou seja, pessoa com quem se fala.
Resposta: D.

Questão 10. Identificação de nexos oracionais (conjunções).

O nexo COMO, no trecho E, COMO DÁ PARA PERCEBER... (linha 08), traduz ideia de CONFORMIDADE, podendo ser substituído por CONFORME. O nexo PARA QUE, no trecho ...PODE TROCAR O OBJETO DO QUERER PARA QUE SE TORNE ... (linha 33) introduz ideia de finalidade, podendo ser substituído por A FIM DE.
Resposta: C.
____________________________________________________________________

Não há questões passíveis de recurso de acordo com o gabarito oficial divulgado no dia 13 de março de 2012.
Prof. Menegotto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário